sexta-feira, 15 de abril de 2016

"PLANO B" - vai conhecer - 5 estrelas

ACERTAR COM ELE vs ACERTAR NELE            PLANO B

4º Domingo do Tempo Pascal
(Jo 10, 27-30)

Os quatro versos de um Poema Pascal. Que não rima.
Uma das palavras eu eu mais gosto, desde miúdo, é "arrimo". Do verbo arrimar, sim. O meu avô mandava-me arrimar a lenha, no fim do verão, e eu durante uns anos, menino que ia à escola e tudo, achava que o Ti Zé Vitarela não sabia dizer "arrumar". Somos sempre arrogantes quando sabemos pouco.
Eu não tinha muito jeito para arrimar a lenha. Ele lá ia sempre dar um jeito, e no canto da lenha metia mais um terço do que eu já lá tinha, depois de esperar que eu lhe dissesse a frase mágica: "Já não cabe mais". Cabia. Era preciso arrimá-la, como os poetas fazem às palavras.
O Evangelho é todo ele um arrimo.
Vem. Chega-se a nós.
Conjuga-se o Verbo de Deus, connosco.
Dá-se à rima comigo, procura a métrica e a terminação, para nos compormos os dois, apanha-me o corpo e a gramática e repete-me ao ouvido um incansável "era uma vez", à espera que eu lhe aceite continuar a prosa.
As boas poesias são sempre de contar.
Hoje, os quatro versos de um Poema Pascal.
Que não rima. Como se verá

PLANO B

Nenhum comentário: