sexta-feira, 8 de julho de 2016

"O tempo e o ser..."

Entramos na Livraria Paulus e como é normal nos adolescentes tudo é motivo de risinhos e cochichos….

Reparei que os cartões de mensagens e os pequenos livros da coleçao “Segredos para ser mais feliz” interessou-os bastante!

No final, alguns livrinhos foram comprados e trocavam-nos entre si e fazendo comentários em voz alta!

Já no autocarro sentei-me junto de uma menina que leu e releu o seu pequeno segredo… ou grande talvez….
Escolheu o segredo com o titulo “O tempo e o ser” de Maria Rosa Guerrini
A certa altura ela diz-me:
- Sabes catequista hoje descobri com este livro, como é importante dar valor ao tempo!
Quando eu era pequenina os meus pais brincavam muito comigo, apesar de terem pouco tempo livre, mas lembro-me tão bem quando andava na pré, dois dias na semana a minha mãe ia buscar-me e depois íamos a casa da minha avó, que tem quintal,.
Lembro-me que um dia descobri um espaço onde tinham semeado alguma coisa, pois a terra era fofa e facilmente a amassava com as minhas mãos!
Depois rebolei na terra fresca e húmida, cada vez rebolava mais pois ouvia o riso da minha mãe, que se ajoelhou para me ver melhor e eu, aproveitei  para saltar-lhe para o colo, seguiu-se um bom banho de mangueira!!!
Não fazes ideia das lembranças lindas que eu tenho desse tempo...
O meu pai ia buscar-me à quinta feira e levava-me ao parque, não fazes ideia as vezes que eu perguntava já é quinta feira? Já é quinta feira?
Silencio e continua:
- Depois veio a escola…; a natação…. ; a catequese …
Ao domingo íamos (e vamos), muitas vezes a casa da minha avó, mas não dava para me sujar, porque era dia de sair….de visitas....
Depois tive o meu 1º telemóvel…
O computador….
E perdi tanto tempo…nem sei muito bem como foi…

Lá em casa todos temos tarefas domésticas a realizar, mas eu fujo delas sempre que posso, digo a minha mãe: - porquê perder tempo a fazer a cama, se logo já a vou desfazer novamente? - Para quê dobrar a roupa de estendal se depois a vais passar a ferro?
Silencio e continua:
- E a verdade é que perco a oportunidade de fazer a coisa certa!

- Conheço as tentações de que fala o livro,  não gosto delas e, quando me deixo tentar, fico triste…
O meu pai quando me vê triste e sem quer falar com ninguém diz:
- “a princesa hoje tem o coração pesado! (parece que ele adivinha!!!) Não te esqueças que estamos sempre aqui, se quiseres deixar a carga e abrir o coração!"

Nenhum comentário: