segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Solenidade de Todos os Santos

“Amanhã celebra-se a Solenidade de Todos os Santos.
Fomos criados à imagem de Deus, esta imagem formada por Deus, foi deformada pelo pecado, mas reformada pela Graça de Cristo, e será finalmente consumada na plenitude da vida.

Os Santos são a consciência que as pessoas têm da presença de Deus na sua vida. Assim a Igreja coloca-os como exemplo a imitar, servindo-nos de estimulo para seguirmos o mesmo caminho.

A canonização de um santo é um acto formal da Igreja para afirmar que determinada pessoa viveu na sua vida terrena os valores do Evangelho; fé, esperança, caridade, …

Alegremo-nos e celebremos festivamente este dia em honra de Todos os Santos e peçamos a Deus que nos ajude a viver cada dia mais santamente

Na Paroquia de Cuccujães as Eucaristias no dia 1/11 Dia de Todos os Santos são como aos domingos.
E de tarde, na Igreja, às 15.00 horas: Vésperas cantadas, seguidas de Procissão ao Cemitério, com Pregação

ORAÇAO

Felizes os pobres
... em facilidades e em bem-estar,
porque eles estão mais perto da santidade do Senhor Jesus.
Felizes os mansos... não os passivos...
mas os pacientes.
Felizes os que choram... não os que se lamuriam...
mas os que se compadecem e se solidarizam com os homens seus irmãos.
Felizes os que têm fome e sede de justiça...
aqueles que cuidam e que procuram matar a fome aos famintos e dar justiça
aos injustiçados.
Felizes os misericordiosos... pois perdoar não é fraqueza...
é recusar deixar-se petrificar frente à dor alheia.
Felizes os puros de coração...
os de coração simples e humilde... aqueles que frente a tudo e a todos falam
a linguagem da verdade.
Felizes os pacíficos... não os acomodados...
mas os que promovem a paz exponde-se a si próprios.
Felizes os perseguidos... mas que não se deixam abater...
os que permanecem firmes apoiando-se em Jesus e no Seu amor.

Senhor Jesus, ajuda-nos a viver no nosso dia-a-dia o espírito das Bem-aventuranças, que é
o espírito que não ensina a medir o amor... mas, contudo,
nos leva a amar com um amor sem medida...
Espírito que não calcula a generosidade... mas que dá sem olhar a quem...
Arrasta-nos, Senhor, no turbilhão desse Teu amor... um amor sem medida, porque é um
amor à Tua medida sem limites.
Amén.

Amora,
____________
Adaptação dum texto de
Carlos Afonso Schmitt, por M. J.
IN: DOC

Nenhum comentário: