sábado, 30 de dezembro de 2017

Ano Novo e Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

VIDA PAROQUIAL
Dia 01 de janeiro – Ano Novo e Festa de Nossa Senhora Santa Maria, Mãe de Deus.
 Eucaristias em todas as Capelas.
 Na Igreja: 10.00 / 12.00 / 18.00 horas.
Dia Santo de Guarda a pedir que entremos com Deus no NOVO ANO 2018." (Folha Paroquial)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo,
os pastores dirigiram-se apressadamente para Belém
e encontraram Maria, José
e o Menino deitado na manjedoura.
Quando O viram, começaram a contar
o que lhes tinham anunciado sobre aquele Menino.
E todos os que ouviam
admiravam-se do que os pastores diziam.
Maria conservava todas estas palavras,
meditando-as em seu coração.
Os pastores regressaram, glorificando e louvando a Deus
por tudo o que tinham ouvido e visto,
como lhes tinha sido anunciado.
Quando se completaram os oito dias
para o Menino ser circuncidado,
deram-Lhe o nome de Jesus,
indicado pelo Anjo,
antes de ter sido concebido no seio materno.

Dia 1 de Janeiro - Dia Mundial da Paz 2018

"MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO PARA A CELEBRAÇÃO DO 51º DIA MUNDIAL DA PAZ

1° DE JANEIRO DE 2018

Migrantes e refugiados: homens e mulheres em busca de paz

1. Votos de paz

Paz a todas as pessoas e a todas as nações da terra! A paz, que os anjos anunciam aos pastores na noite de Natal,[1] é uma aspiração profunda de todas as pessoas e de todos os povos, sobretudo de quantos padecem mais duramente pela sua falta. Dentre estes, que trago presente nos meus pensamentos e na minha oração, quero recordar de novo os mais de 250 milhões de migrantes no mundo, dos quais 22 milhões e meio são refugiados. Estes últimos, como afirmou o meu amado predecessor Bento XVI, «são homens e mulheres, crianças, jovens e idosos que procuram um lugar onde viver em paz».[2] E, para o encontrar, muitos deles estão prontos a arriscar a vida numa viagem que se revela, em grande parte dos casos, longa e perigosa, a sujeitar-se a fadigas e sofrimentos, a enfrentar arames farpados e muros erguidos para os manter longe da meta.

Com espírito de misericórdia, abraçamos todos aqueles que fogem da guerra e da fome ou se veem constrangidos a deixar a própria terra por causa de discriminações, perseguições, pobreza e degradação ambiental."
(...)

(Mensagem Completa aqui)

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Domingo - Festa da Sagrada Família

Próximo domingo, dia 31, Festa da Sagrada Família
Na nossa Igreja de Cucujães a Eucaristia das 12.00 horas com a presença especial das Famílias e das Crianças

Há as Eucaristias nas Capelas e na Igreja, como de costume. (Folha Paroquial)

"A liturgia deste domingo propõe-nos a família de Jesus, como exemplo e modelo das nossas comunidades familiares… 
As leituras fornecem indicações práticas para nos ajudar a construir famílias felizes, que sejam espaços de encontro, de partilha, de fraternidade, de amor verdadeiro.

O Evangelho apresenta uma catequese sobre Jesus e a missão que o Pai lhe confiou; mas, sobretudo, propõe-nos o quadro de uma família exemplar – a família de Nazaré. Nesse quadro há duas coordenadas que são postas em relevo: trata-se de uma família onde existe verdadeiro amor e verdadeira solidariedade entre os seus membros; e trata-se de uma família que escuta Deus e que segue, com absoluta confiança, os caminhos por Ele propostos.

A segunda leitura sublinha a dimensão do amor que deve brotar dos gestos dos que vivem “em Cristo” e aceitaram ser Homem Novo. Esse amor deve atingir, de forma muito especial, todos os que connosco partilham o espaço familiar e deve traduzir-se em determinadas atitudes de compreensão, de bondade, de respeito, de partilha, de serviço.

A primeira leitura apresenta, de forma muito prática, algumas atitudes que os filhos devem ter para com os pais… É uma forma de concretizar esse amor de que fala a segunda leitura". (Dehoneanos)

ORAÇÃO COLECTA
Senhor, Pai santo,
que na Sagrada Família nos destes um modelo de vida,
concedei que, imitando as suas virtudes familiares
e o seu espírito de caridade,
possamos um dia reunir-nos na vossa casa
para gozarmos as alegrias eternas.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco, na unidade do Espírito Santo.

Secretariado N Liturgia

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

A "Luz da Paz de Belém " chega a Cucujães no sábado

Foi assim na Diocese do Porto no domingo passado
SABES QUE
"Há uma luz que não se apaga, na gruta da Natividade, em Belém

Todos os anos milhares de quilómetros são percorridos para a trazer de Belém até à Áustria, e daí para toda a Europa.
Escuteiros de diferentes países da Europa e de outros continentes, distribuem a Luz da Paz, acesa em cada ano por um rapaz ou rapariga austríaco na Gruta da Natividade de Jesus, em Belém.

É este caminho de Luz que quer transmitir Paz que dá sentido à proposta que vivemos.
Não há Paz sem Luz, e esta é o caminho para aquela.

E cada um de nós é o mensageiro, o enviado para que chegue, pela nossa mão, cada vez mais longe. A Luz de Belém e a Paz.

Por isso, o desafio é que te desacomodes, venhas buscar a Luz, no sábado dia 23 às 18horas na Igreja Paroquial de Cucujães

Mas ainda há um maior!
 Partilha-a com todos quantos possas, e com Ela, partilha um sorriso, um abraço e a história desta Luz tão pequenina mas tão poderosa.
Vive-a em equipa e torna-te um Mensageiro da Paz.
E não deixes que se apague do teu coração.

Porque tu podes ser a diferença que sonhas para o mundo.
Porque essa é uma diferença que vale a pena!

Está nas tuas mãos"

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Festa de Sta Luzia em Cucujães


Amanhã quarta-feira, dia 13 FESTA DE SANTA LUZIA

Como nos anos anteriores haverá as seguintes Eucaristias: 7.00 / 9.00 / 11.00.

A Eucaristia das 11h será solenizada, com Pregação,  seguida de Procissão em honra de Santa Luzia.

onde a Banda Filarmónica Cucujanense estará presente.


sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Unidos à nossa Mãe Celeste...

"Existe uma única verdadeira coisa que faz envelhecer: não a idade, mas o pecado. O pecado envelhece, porque esclerotiza o coração, fecha-o, o torna inerte, o faz desflorecer. Mas a cheia de graça é vazia de pecado. Por isso é sempre jovem, é mais jovem do que o pecado, é a mais jovem da geração humana.
Hoje, recordou o Santo Padre, a Igreja se enaltece com Maria, chamando-a “toda bela, tota pulchra”. Tal como a sua juventude não reside na idade, assim também a sua idade não consiste na exterioridade.

De facto, sublinha ainda o Papa, Maria, como demonstra o Evangelho de hoje, não excele em aparência: de simples família, vivia humildemente em Nazaré, uma pequena aldeia quase desconhecida. E também não era famosa: mesmo quando o Anjo a visitou, ninguém soube do evento, naquele mesmo dia não estava presente nenhum repórter, nenhum jornalista. Mas sobretudo, recorda ainda Francisco, Maria não teve nem tão pouco uma vida fácil, mas sim repleta de preocupações e temores: perturbou-se com as palavras que lhe foram dirigidas pelo Anjo e pôs-se a pensar no que significaria a semelhante saudação, aumentando, por conseguinte, a sua preocupação.

“Todavia, a cheia de graça viveu uma vida bela. Qual era o seu segredo? (…) Maria escutava Deus e falava com Ele na oração. A palavra de Deus era o seu segredo: próxima do seu coração, fez-se carne depois no seu ventre. Permanecendo com Deus, dialogando com Ele em todas as circunstâncias, Maria tornou  bela a sua vida. Não a aparência, não aquilo que passa, mas o coração voltado para Deus, torna bela a vida. Olhemos hoje com alegria à cheia de graça. Pedimos que nos ajude a permanecer jovens dizendo “não ao pecado e a viver uma vida bela, dizendo sim a Deus”.   
Após a recitação da oração mariana do Ângelus, Francisco agradeceu, de todo o coração, aos milhares de fiéis e peregrinos presentes na Praça de S. Pedro, especialmente as famílias e grupos paroquiais provenientes de diversas partes da Itália.
Esta tarde, disse o Papa, irei à Praça Espanha (em Roma), para renovar o tradicional acto de homenagem e de oração aos pés do monumento da Imaculada. Francisco pediu por isso à todas e todos, de se unirem espiritualmente com ele neste gesto que exprime a devoção filial à nossa Mãe celeste.
Finalmente, à todas e todos, Francisco augurou a continuação de uma boa festa da Imaculada e um bom caminho do Advento, recordando mais uma vez, que não se esqueçam de rezar por ele. Bom Almoço e até próxima, concluiu dizendo o Santo Padre. "
Radio Vaticano

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Amigos esperamos por ti

Venda dos trabalhos dos Peregrinos da Paz/ Associação da Medalha Milagrosa
Este ano será na Casa de Sta Catarina domingo 10 dez e 17 dez das 14 ás 17h - haverá chá quentinho para te acolher
No dia 8 dez sexta-feira próxima expomos os trabalhos no Torreão das 14 ás 17h, vem tomar café connosco (reverte para a Conferencia Vicentina de Cucujães)

recordas? foi assim no ano passado mas o frio e a idade não nos ajudam a ir para o adro da Igreja, vem ao nosso encontro

a casa de Sta Catarina - esperamos por ti aqui

Com a Irmã num encontro de convivio e oração

somos nós na casa de Sta Catarina, depois do trabalho e da Oração Mariana partilhamos

domingo, 26 de novembro de 2017

Festa em honra de Nossa Senhora da Conceição

- Dia 1, sexta-feira, às 21.00 horas: Início da Novena- Recitação do Terço.
- Dia 2, sábado, às 21.00 horas: Recitação do Terço.
- Dia 3, domingo, às 21.00 horas: Recitação do Terço.
- Dia 4, segunda-feira, às 21.00 horas: Recitação do Terço.
- Dia 5, terça-feira, às 21.00 horas: Recitação do Terço, seguida do Sacramento da
Reconciliação (Confissões).
- Dia 6, quarta-feira, às 21.00 horas: Adoração Eucarística com Recitação doTerço.
- Dia 7, quinta-feira, às 20.00 horas: Eucaristia Vespertina seguida de Procissão de Velas.
- Dia 8, sexta-feira, às 10.30 horas: Eucaristia solenizada com abertura do ano de preparação para o cinquentenário da Bênção da Capela e da Sagração do seu Altar 1968 / 2018. Às 14.00 horas: Cortejo de oferendas acompanhado com os Janízaros do Museu Regional de Cucujães. Saída da Rotunda da Faurécia.
 
Às 15.00 horas: Atuação do Grupo de Cantares do Museu Regional de Cucujães, seguida do Leilão das oferendas no interior do Salão.
 
- Dia 9, sábado, às 21.00 horas: Festa da Catequese com o Tema: “Maria, Senhora do Natal”.

sábado, 25 de novembro de 2017

"Vinde benditos de Meu Pai"

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
 «Quando o Filho do homem vier na sua glória com todos os seus Anjos, sentar-Se-á no seu trono glorioso. Todas as nações se reunirão na sua presença e Ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos; e colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde, benditos de meu Pai; recebei como herança o reino que vos está preparado desde a criação do mundo. Porque tive fome e destes-Me de comer; tive sede e destes-Me de beber; era peregrino e Me recolhestes; não tinha roupa e Me vestistes; estive doente e viestes visitar-Me; estava na prisão e fostes ver-Me’. Então os justos Lhe dirão: ‘Senhor, quando é que Te vimos com fome e Te demos de comer, ou com sede e Te demos de beber? Quando é que Te vimos peregrino e Te recolhemos, ou sem roupa e Te vestimos? Quando é que Te vimos doente ou na prisão e Te fomos ver?’. E o Rei lhes responderá: ‘Em verdade vos digo: Quantas vezes o fizestes a um dos meus irmãos mais pequeninos, a Mim o fizestes’. Dirá então aos que estiverem à sua esquerda: ‘Afastai-vos de Mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e os seus anjos. Porque tive fome e não Me destes de comer; tive sede e não Me destes de beber; era peregrino e não Me recolhestes; estava sem roupa e não Me vestistes; estive doente e na prisão e não Me fostes visitar’. Então também eles Lhe hão-de perguntar: ‘Senhor, quando é que Te vimos com fome ou com sede, peregrino ou sem roupa, doente ou na prisão, e não Te prestámos assistência?’. E Ele lhes responderá: ‘Em verdade vos digo: Quantas vezes o deixastes de fazer a um dos meus irmãos mais pequeninos, também a Mim o deixastes de fazer’. Estes irão para o suplício eterno e os justos para a vida eterna».

Palavra da salvação.


(...) "o Reino de Deus está no meio de nós; a nossa missão é fazer com que ele seja uma realidade bem viva e bem presente no nosso mundo. Depende de nós fazer com que o Reino deixe de ser uma miragem, para passar a ser uma realidade a crescer e a transformar o mundo e a vida dos homens.

• Alguém acusou a religião cristã de ser o “ópio do povo”, por pôr as pessoas a sonhar com o mundo que há-de vir, em lugar de as levar a um compromisso efectivo com a transformação do mundo, aqui e agora. Na verdade, nós os cristãos caminhamos ao encontro do mundo que há-de vir, mas de pés bem assentes na terra, atentos à realidade que nos rodeia e preocupados em construir, desde já, um mundo de justiça, de fraternidade, de liberdade e de paz. A experiência religiosa não pode, nunca, servir-nos de pretexto para a evasão, para a fuga às responsabilidades, para a demissão das nossas obrigações para com o mundo e para com os irmãos."
Dehonianos

Folha Paroquial - Domingo de Cristo Rei 26-11-2017



 


sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Compromisso apostólico...

Próximo sábado, dia 25:
FESTA DE CRISTO-REI
Dia 25, sábado, na Eucaristia Vespertina de sábado, Compromisso apostólico das Associações, Irmandades e Movimentos Católicos.

Fazemos o compromisso apostólico no sábado, devido à presença especial da Família Vicentina na Eucaristia das 12.00 horas, no dia 26, domingo, que será presidida por um Sacerdote Vicentino.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

A EUCARISTIA “fonte e meta” da vida cristã, “fonte e meta” da catequese.

"É fundamental que a comunidade tenha plena consciência de que a iniciação das crianças à celebração e participação na Eucaristia não é consequência do nosso grande amor às crianças, mas é antes de mais um direito delas: baptizadas, são membros de direito da comunidade cristã e a comunidade tem obrigações para com elas!"

Presenças especiais das Crianças e Adolescentes, na Eucaristia das 12.00 horas, na Igreja

Exceto no Dia de Natal nesse Dia cada Centro de Catequese estará todo presente na Eucaristia que se celebra no seu Centro
ASSIM:
- Próximo domingo, dia 26: Pré-adolescentes do 6º ano da Catequese.
- Dia 03 de dezembro: 7º ano da Catequese.
- Dia 10 de dezembro: 8º ano da Catequese.
- Dia 17 de dezembro: 9º e 10º anos da Catequese.
- Dia 24 de dezembro: 1º ano da Catequese + Bênção das Grávidas.

- Dia 25 de dezembro: 2º, 3º, 4º e 5º anos do Centro da Igreja, na Eucaristia das 10.00 horas. 6º, 7º, 8º, 9º, 10º e Crismandos do Centro da Igreja, na Eucaristia das 12.00 horas

Neste Dia de Natal, nos Centros toda a Catequese do Centro

sábado, 18 de novembro de 2017

"Fazer o ponto da situação sobre os nossos talentos…"

Odres Nuevos
EVANGELHO – Mt 25,14-30

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo,
Disse Jesus aos seus discípulos a seguinte parábola:
«Um homem, ao partir de viagem,
chamou os seus servos e confiou-lhes os seus bens.
A um entregou cinco talentos, a outro dois e a outro um,
conforme a capacidade de cada qual; e depois partiu.
O que tinha recebido cinco talentos
fê-los render e ganhou outros cinco.
Do mesmo modo,
o que recebera dois talentos ganhou outros dois.
Mas, o que recebera dois talentos ganhou outros dois.
Mas, o que recebera um só talento
foi escavar na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.
Muito tempo depois, chegou o senhor daqueles servos
e foi ajustar contas com eles.
O que recebera cinco talentos aproximou-se
e apresentou outros cinco, dizendo:
‘Senhor, confiaste-me cinco talentos:
aqui estão outros cinco que eu ganhei’.
Respondeu-lhe o senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel.
Porque foste fiel em coisas pequenas, confiar-te-ei as grandes.
Vem tomar parte na alegria do teu senhor’.
Aproximou-se também o que recebera dois talentos e disse:
‘Senhor, confiaste-me dois talentos:
aqui estão outros dois que eu ganhei’.
Respondeu-lhe o senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel.
Porque foste fiel em coisas pequenas, confiar-te-ei as grandes.
Vem tomar parte na alegria do teu senhor’.
Aproximou-se também o que recebera um só talento e disse:
‘Senhor, eu sabia que és um homem severo,
que colhes onde não semeaste e recolhes onde nada lançaste.
Por isso, tive medo e escondi o teu talento na terra.
Aqui tens o que te pertence’.
O senhor respondeu-lhe: ‘Servo mau e preguiçoso,
sabias que ceifo onde não semeei e recolho onde nada lancei;
devias, portanto, depositar no banco o meu dinheiro
e eu teria, ao voltar, recebido com juro o que era meu.
Tirai-lhe então o talento e dai-o àquele que tem dez.
Porque, a todo aquele que tem,
dar-se-á mais e terá em abundância;
mas, àquele que não tem, até o pouco que tem lhe será tirado.
Quanto ao servo inútil, lançai-o às trevas exteriores.
Aí haverá choro e ranger de dentes’».

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

1º Dia Mundial dos Pobres - Mensagem do Papa Francisco

É já no próximo domingo!!!!!!!!!!

Diz o Papa Francisco:(...)
8...)peço que se comprometam para que, com este Dia Mundial dos Pobres, se instaure uma tradição que seja contribuição concreta para a evangelização no mundo contemporâneo.

Que este novo Dia Mundial se torne, pois, um forte apelo à nossa consciência crente, para ficarmos cada vez mais convictos de que partilhar com os pobres permite-nos compreender o Evangelho na sua verdade mais profunda. Os pobres não são um problema: são um recurso de que lançar mão para acolher e viver a essência do Evangelho.

"1. «Meus filhinhos, não amemos com palavras nem com a boca, mas com obras e com verdade» (1 Jo 3, 18). Estas palavras do apóstolo João exprimem um imperativo de que nenhum cristão pode prescindir. A importância do mandamento de Jesus, transmitido pelo «discípulo amado» até aos nossos dias, aparece ainda mais acentuada ao contrapor as palavras vazias, que frequentemente se encontram na nossa boca, às obras concretas, as únicas capazes de medir verdadeiramente o que valemos. O amor não admite álibis: quem pretende amar como Jesus amou, deve assumir o seu exemplo, sobretudo quando somos chamados a amar os pobres. Aliás, é bem conhecida a forma de amar do Filho de Deus, e João recorda-a com clareza. Assenta sobre duas colunas mestras: o primeiro a amar foi Deus (cf. 1 Jo 4, 10.19); e amou dando-Se totalmente, incluindo a própria vida (cf. 1 Jo 3, 16).

Um amor assim não pode ficar sem resposta. Apesar de ser dado de maneira unilateral, isto é, sem pedir nada em troca, ele abrasa de tal forma o coração, que toda e qualquer pessoa se sente levada a retribuí-lo não obstante as suas limitações e pecados. Isto é possível, se a graça de Deus, a sua caridade misericordiosa, for acolhida no nosso coração a pontos de mover a nossa vontade e os nossos afetos para o amor ao próprio Deus e ao próximo. Deste modo a misericórdia, que brota por assim dizer do coração da Trindade, pode chegar a pôr em movimento a nossa vida e gerar compaixão e obras de misericórdia em prol dos irmãos e irmãs que se encontram em necessidade."

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Oração da Semana dos Seminários

 
Deus, nosso Pai,
que pela Vossa Palavra
tudo criastes e tudo sustentais,
nós Vos damos graças
pelo dom do Vosso Filho, Jesus,
Palavra viva e reconciliadora.
N’Ele manifestais o esplendor da Vossa glória,
para que, acreditando n’Ele,
vivamos segundo a Palavra
que nos cria de novo.
Nós Vos bendizemos
pelo dom do ministério sacerdotal,
pelo qual associais aos primeiros discípulos,
que acreditaram em Jesus, outros companheiros
que continuam a servir à humanidade
o alimento da Palavra,
o banquete da Eucaristia
e a via da Reconciliação.
Nós Vos pedimos pelos seminaristas
e seus educadores,
para que abram os corações à Palavra
e a vivam com desassombro,
dando testemunho da Vossa alegria no mundo.
Maria, mãe de Jesus e nossa mãe,
vós que conheceis as necessidades humanas
e ensinais a viver como diz o vosso Filho,
abri novos corações para a disponibilidade
de viver ao serviço da alegria.
Maria, repeti hoje aos nossos corações:
“Fazei o que Ele vos disser”.
Amen.

esta é a "SEMANA DOS SEMINÁRIOS"

Procura informar-te, partilhar e "fazer o que Ele te disser"
 
"O lema desta semana é a frase pronunciada por Maria no episódio das Bodas de Caná: «Fazei o que Ele vos disser» (Jo.2,5). Após a interpelação dirigida a Jesus - «Não têm vinho!», Maria volta-se para os serventes para que estes, seguindo a palavra de Jesus, tudo façam para que a sua Hora chegue. O apelo da Mãe do céu dirige-se agora a todos e a cada um: aos batizados, chamados a servir o Senhor; a todos os que estão em formação nos seminários; àqueles que o servem nos vários ministérios e formas de vida consagrada.

O exemplo de Maria mostra que o fundamental é estar com Jesus, caminhar com Ele, sabendo estar no meio do mundo com atenção às circunstâncias em se pode revelar a novidade de Deus. Como em Caná, tantas situações de carência, dor ou fracasso podem ser ocasião de manifestação da misericórdia divina. Para isso é necessário escutar o que o Senhor diz e acolher a sua palavra no coração. Uma escuta que exige a atenção e o discernimento capazes de interpretar a vontade do Senhor, distinta dos apelos do mundo ou do eco das ambições e motivações individuais. Ele chama alguns à vocação sacerdotal que tem na sua origem «um dom da graça divina que se concretiza na ordenação sacramental. Esse dom exprime-se no tempo pela mediação da igreja que chama e envia em nome de Deus» (Ratio fundamentalis institutionis sacerdotalis, 34).

Que Maria nos ajude com a sua intercessão materna para que os seminários sejam comunidades onde se formam verdadeiros discípulos missionários e contribuam «para que a Igreja se torne uma casa para muitos, uma mãe para todos os povos, e torne possível o nascimento de um mundo novo» (Evangelii Gaudium, 288).

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Festa de Todos os Santos e Comemoração dos Fieis Defuntos em Cucujães


Campanha Paroquial "NOSSOS IRMÃOS"

Todos somos convidados a partilhar



Vamos celebrar a nossa festa: "Festa de todos os batizados"

Festa de "Todos os Santos" é a festa de «todos os batizados, pois cada um está chamado por Deus à santidade». Constitui, portanto, um convite a «experimentar a alegria daqueles que puseram Cristo no centro de suas vidas».
 
A 2 de Novembro, é dia de oração pelos defuntos. A ideia é convocar uma jornada especial de oração pelos falecidos, continuação de "Todos os Santos", e surgiu no século X: "A 1 de Novembro, os católicos celebram na alegria a festa de Todos os Santos; no dia seguinte, rezam de maneira geral por todos os que morreram»
 
Deste modo, a Igreja quer dar a entender que «a morte é uma realidade que se pode e que se deve assumir, pois constitui o passo no seguimento de Cristo ressuscitado»". Isto explica as flores com que nestes dias se adornam os túmulos, «sinal de vida e de esperança»
 
E o Halloween?
 A festa de «Halloween» chegou dos Estados Unidos da América, assinalando-se a 31 de Outubro.
 A comemoração veio dos antigos povos Celtas, que habitava a Grã-Bretanha há mais de 2000 anos.
 
Os Celtas realizavam a colheita nessa época do ano, e, segundo um antigo ritual, os espíritos das pessoas mortas voltariam à Terra durante a noite, e queriam, entre outras coisas, alimentar-se e assustar as pessoas.
Então, os Celtas costumavam vestir-se com máscaras assustadoras para afastar estes espíritos. Esse episódio era conhecido como o “Samhaim”.
 
Com o passar do tempo, os cristãos chegaram à Grã-Bretanha, converteram os Celtas e outros povos da Ilha e a Igreja Católica transformou este ritual pagão numa festa religiosa, passando a ser celebrada nesta mesma época e, ao invés de honrar espíritos e forças ocultas, o povo recém catequizado honrava os santos.
 
A tradição entre estes povos continuou, e além de celebrarem o "Dia de Todos os Santos", os não cristãos celebravam também a noite da véspera do Dia de Todos os Santos com as máscaras assustadoras e com comida. A noite era chamada de “All Hallows Evening”; abreviando-se, veio o Halloween.
 
Nós, cristãos, celebremos a Vida e não a Morte.
Apoiar e divertir-se com as crianças que vão atrás de guloseimas, se gostas de divertir-te nesta noite encontre formas estimulantes e divertidas para alcançar crianças e adultos na tua comunidade
 
nunca esquecendo que celebremos a Vida e não a Morte. Não nos deixemos enganar e seduzir pela cultura da morte



sexta-feira, 20 de outubro de 2017

"Nao podes ir mas podes ajudar"

"Não podes ir mas podes ajudar… A missão é de Deus na qual somos chamados a cooperar. O Mês Missionário tem a sua origem no Dia Mundial das Missões (penúltimo domingo do mês de outubro). A data foi instituída pelo papa Pio XI em 1926, como um Dia de oração e ofertas em favor da evangelização dos povos.
O objectivo é incentivar, nas Igrejas locais, a cooperação missionária. São apenas alguns os missionários e missionárias que partem. Porém, toda a comunidade tem o dever de participar ativamente na missão universal.
Essa cooperação realiza-se de três formas:
1º pela oração, sacrifício e testemunho de vida;
2ºpor meio da ajuda material aos projetos missionários;
3º colocando-se à disposição para servir na missão ad gentes. As missões precisam de missionários e missionárias. Não podes ir mas podes ajudar!"

Guião Missionãrio 2017/2018

" O desemprego fere a dignidade das pessoas"

"Na edição deste mês de O Vídeo do Papa, realizado pela Rede Mundial de Oração do Papa,
o Papa Francisco desafia a proteger e assegurar os direitos dos trabalhadores de todo o mundo.

De acordo com o Santo Padre, através do trabalho, os cidadãos realizam-se como pessoas.
Ele afeta diretamente a vida, a liberdade e a felicidade, desenvolvendo as capacidades intelectuais, criativas, afetivas e manuais. “A sua finalidade não se limita a si própria, mas implica o bem de todos”, continua.
Com regiões que em 2016 alcançaram um nível de desemprego superior a 25 por cento, o Papa adverte sobre as consequências que a falta de trabalho provoca na vida do homem.

No Vídeo do Papa de outubro, o Sumo Pontífice realça que o desemprego fere a dignidade das pessoas e mexe com os valores fundamentais da sua integridade...."
Passo a Rezar




sexta-feira, 13 de outubro de 2017

HOJE: Consagração Paroquial a Nossa Senhora

Como sabes a nossa Paroquia esta a viver intensamente este tempo de preparação para o encerramento do CENTENÁRIO DAS APARIÇÕES DE NOSSA SENHORA EM FÁTIMA E DA NOSSA CONSAGRAÇÃO PAROQUIAL A NOSSA SENHORA

Hoje dia 13 de Outubro: Encerramento Oficial das Comemorações:
Na Igreja Paroquial:
NOITE ESPECIAL DE ORAÇÃO MARIANA
Às 21.00 h- Momentos de evocação e de Oração
Às 21.30: CANTATA A MARIA, pela Juventude Mariana Vicentina,
incluindo o Terço. Breve pregação.
Consagração, lida por todos, inspirada na Consagração que o nosso falecido Bispo D. António Francisco fez em Fátima no dia 9 de setembro
 
Estamos todos convidados, vem e traz todos os que encontrares e aceitem o convite "COM MARIA, MISSÃO DE PAZ"

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

FREIRINHA POPULAR no Adro da Igreja

A primeira  Feirinha Popular que se realizou a 04-10-09 " como objectivo de angariar fundos, para a construção do centro paroquial, pode até não ter juntado muito dinheiro..., mas de uma coisa temos a certeza: As crianças, os adolescentes, os jovens e muitos adultos, não faltaram, para animar a feirinha com a sua alegria e os seus cantares.
Não acrditas? Então dá uma estreitadela nos videos
e ainda te vais divertir pois cresceste muito!!!
enquanto os mais velhos estão mais sábios.....(será?)


Próximo fim de semana (7 e 8 outubro 2017)
Feirinha Popular
Como nos anos anteriores, o novo ano pastoral e paroquial tem um primeiro Convívio com a Feirinha Popular, no Largo da Igreja, nos dias 7 e 8 de outubro.
Convidam-se todos os paroquianos a participar quer marcando presença, quer oferecendo géneros para as barraquinhas para a venda, tais com: legumes, bolos, doces, fruta, bordados, vasos de plantas, etc… (a oferecer no sábado, dia 7 de manhã ou de tarde).
Perguntarão como está a situação da compra da antiga Casa Paroquial. A resposta é simples: Está de pé. Da parte da Paróquia tudo está pronto para procedermos à compra. Falta apenas, da parte da Fundação Condessa de Penha Longa, uma formalidade que, esperamos, não demore a ser ultrapassada.
Queríamos começar as obras de restauro ou de requalificação em 2018.
Que Deus nos abençoe a todos e juntos colaboremos e apoiemos.

Festa Nª Sª do Rosário...



terça-feira, 26 de setembro de 2017

ATENÇÃO CATEQUISTAS




Próxima quinta-feira, dia 28,
Reunião Geral de Catequistas, às 21.00 horas, no Salão de Nossa Senhora da Conceição.

NÃO FALTES

domingo, 24 de setembro de 2017

ATENÇÃO 1º ANO DA CATEQUESE 2017/2018

Amanhã dia 25 segunda-feira Reunião geral do 1º ano da catequese 

"Atenção Pais do 1º ano da Catequese e dos que ainda não matricularam os seus filhos na Catequese
Dia 25: Reunião geral no Salão de Nª Sª da Conceição (junto á Capela nova de Faria de Cima), às 21.00.
Nesta Reunião explicar-se-á aos Pais o conteúdo da ficha de inscrição e dar-se-ão instruções sobre o começo da Catequese.
Aos Pais que ainda não matricularam os filhos dar-se-á a ficha. NÃO FALTEM, POR FAVOR."

Todos somos responsáveis, pais, padrinhos, avós, irmãos e tu também.
Partilha esta informação, para que todas as crianças da nossa comunidade participem na catequese paroquial

sábado, 23 de setembro de 2017

O Senhor está perto de quantos O invocam

"A liturgia do 25º Domingo do Tempo Comum convida-nos a descobrir um Deus cujos caminhos e cujos pensamentos estão acima dos caminhos e dos pensamentos dos homens, quanto o céu está acima da terra. Sugere-nos, em consequência, a renúncia aos esquemas do mundo e a conversão aos esquemas de Deus.
 
A primeira leitura pede aos crentes que voltem para Deus. “Voltar para Deus” é um movimento que exige uma transformação radical do homem, de forma a que os seus pensamentos e acções reflictam a lógica, as perspectivas e os valores de Deus.
 
O Evangelho diz-nos que Deus chama à salvação todos os homens, sem considerar a antiguidade na fé, os créditos, as qualidades ou os comportamentos anteriormente assumidos. A Deus interessa apenas a forma como se acolhe o seu convite. Pede-nos uma transformação da nossa mentalidade, de forma a que a nossa relação com Deus não seja marcada pelo interesse, mas pelo amor e pela gratuidade.
 
A segunda leitura apresenta-nos o exemplo de um cristão (Paulo) que abraçou, de forma exemplar, a lógica de Deus. Renunciou aos interesses pessoais e aos esquemas de egoísmo e de comodismo, e colocou no centro da sua existência Cristo, os seus valores, o seu projecto."

SALMO RESPONSORIAL – Salmo 144 (145)

Refrão: O Senhor está perto de quantos O invocam.

Quero bendizer-Vos, dia após dia,
e louvar o vosso nome para sempre.
Grande é o Senhor e digno de todo o louvor,
insondável é a sua grandeza.

O Senhor é clemente e compassivo,
paciente e cheio de bondade.
O Senhor é bom para com todos
e a sua misericórdia se estende a todas as criaturas.

O Senhor e justo em todos os seus caminhos
e perfeito em todas as suas obras.
O Senhor está perto de quantos O invocam,
de quantos O invocam em verdade.
 

Folha Paroquial - XXV Domingo TC 24-09-2017

sábado, 16 de setembro de 2017

"Perdoas-me sempre Senhor..."

Me perdonas siempre. No hay mancha en mi corazón que no puedas limpiar ¡GRACIAS!
Tema do 24º Domingo do Tempo Comum

"A Palavra de Deus que a liturgia do 24º Domingo do Tempo Comum nos propõe fala do perdão. Apresenta-nos um Deus que ama sem cálculos, sem limites e sem medida; e convida-nos a assumir uma atitude semelhante para com os irmãos que, dia a dia, caminham ao nosso lado.
 
O Evangelho fala-nos de um Deus cheio de bondade e de misericórdia que derrama sobre os seus filhos – de forma total, ilimitada e absoluta – o seu perdão. Os crentes são convidados a descobrir a lógica de Deus e a deixarem que a mesma lógica de perdão e de misericórdia sem limites e sem medida marque a sua relação com os irmãos.
 
A primeira leitura deixa claro que a ira e o rancor são sentimentos maus, que não convêm à felicidade e à realização do homem. Mostra como é ilógico esperar o perdão de Deus e recusar-se a perdoar ao irmão; e avisa que a nossa vida nesta terra não pode ser estragada com sentimentos, que só geram infelicidade e sofrimento.
 
Na segunda leitura Paulo sugere aos cristãos de Roma que a comunidade cristã tem de ser o lugar do amor, do respeito pelo outro, da aceitação das diferenças, do perdão. Ninguém deve desprezar, julgar ou condenar os irmãos que têm perspectivas diferentes. Os seguidores de Jesus devem ter presente que há algo de fundamental que os une a todos: Jesus Cristo, o Senhor. Tudo o resto não tem grande importância."
 

Folha Paroquial - XXIV Domingo TC 17-09-2017

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

"MOVIDOS PELO AMOR DE DEUS"

"Começamos agora o novo ano pastoral 2017/2018. Teremos como lema: “Movidos pelo amor de Deus”.
 
Vamos, pois, recomeçar com a vontade sincera de sermos uma comunidade viva que o Amor de Deus move e nos envia como missionários do Seu Amor.
 
Queremos neste ano pastoral dar prioridade à evangelização, tanto dos que andamos mais assíduos na comunidade e nos sacramentos como também dos que andam mais afastados.
 
No Conselho Paroquial que marcamos, desde já, para o dia 28 de outubro, faremos propostas para atingir este objetivo. Parece claro que a Catequese dos Adultos é urgente. Já a temos a funcionar, de alguma forma, mas precisa de ser mais organizada e estimulada. Tanto as Comunidades Familiares que ainda funcionam, como a Catequese Familiar e as Comunidades do “Caminho” Neo-Catecumenal são formas excelentes de aprofundar a fé e estimular a oração e a participação na comunidade e no compromisso de fazermos um mundo melhor.
 
Queremos ir mais longe ainda e organizar a “Escola de Fé” e fazer dos nossos grupos de jovens uma verdadeira escola de oração e de compromisso cristãos.
 
Também a Catequese da infância e da adolescência terá de levar a todos ao encontro com Jesus e na fé/amizade com Deus que seja fonte da alegria e da paz.
 
A evangelização das famílias também terá de estar muito presente no nosso plano de pastoral. Por, isso, todos “MOVIDOS PELO AMOR”, vamos tentar caminhar juntos, na unidade, no perdão, na reconciliação e na construção de uma paróquia evangelizada e evangelizadora."

IN Folha Paroquial

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Momento de Oração - Casa Sta Catarina de Labouré - Cucujães




Os Peregrinos da Paz da Família Vicentina promovem um momentos de oração de sufrágio por D. António Francisco dos Santos ao toque dos sinos às 15h de quarta-feira dia 13 de Setembro, na Casa de Santa Catarina de Lalouré Cucujães
Estas convidada a participar neste momento de oração, contamos contigo!


Sexta-feira Eucaristia na nossa Igreja Paroquial às 19 h pelo Senhor Bispo D António

"Exéquias de D, António Francisco"

"
As exéquias de D. António Francisco dos Santos, bispo do Porto, terão os seguintes momentos celebrativos:

O corpo estará em Câmara Ardente terça-feira das 9h às 24h e quarta-feira das 9h até à celebração exequial.

Terça-feira, dia 12 de Setembro:
•09.30h: Oração de Laudes
•11.00h: Eucaristia
•19.00h: Oração de Vésperas

Quarta-feira, dia 13 de Setembro:
•09.30h: Oração de Laudes
•15.00h: Celebração Exequial

A Diocese convida as comunidades cristãs a promoverem momentos de oração de sufrágio por D. António Francisco dos Santos e o toque dos sinos às 15h de quarta-feira dia 13 de Setembro.

Aos sacerdotes e diáconos informa-se que:
- não haverá estacionamento no terreiro da Sé;
- a paramentação para a Celebração Exequial será no Paço Episcopal;
- deverão trazer a estola que foi oferecida na Peregrinação Diocesana a Fátima;

- a Missa de Sétimo Dia será na segunda-feira, dia 18 de Setembro, às 19h na Sé Catedral do Porto.

sábado, 9 de setembro de 2017

" A Igreja: Unindo a Terra e o Céu Com JESUS no Centro"

Tema do 23º Domingo do Tempo Comum - 10 de Setembro

A liturgia deste domingo sugere-nos uma reflexão sobre a nossa responsabilidade face aos irmãos que nos rodeiam. Afirma, claramente, que ninguém pode ficar indiferente diante daquilo que ameaça a vida e a felicidade de um irmão e que todos somos responsáveis uns pelos outros.
 
A primeira leitura fala-nos do profeta como uma “sentinela”, que Deus colocou a vigiar a cidade dos homens. Atento aos projectos de Deus e à realidade do mundo, o profeta apercebe-se daquilo que está a subverter os planos de Deus e a impedir a felicidade dos homens. Como sentinela responsável alerta, então, a comunidade para os perigos que a ameaçam.
 
O Evangelho deixa clara a nossa responsabilidade em ajudar cada irmão a tomar consciência dos seus erros. Trata-se de um dever que resulta do mandamento do amor. Jesus ensina, no entanto, que o caminho correcto para atingir esse objectivo não passa pela humilhação ou pela condenação de quem falhou, mas pelo diálogo fraterno, leal, amigo, que revela ao irmão que a nossa intervenção resulta do amor
 
Na segunda leitura, Paulo convida os cristãos de Roma (e de todos os lugares e tempos) a colocar no centro da existência cristã o mandamento do amor. Trata-se de uma “dívida” que temos para com todos os nossos irmãos, e que nunca estará completamente saldada.


Imagem Odres Nuevos
Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo,
disse Jesus aos seus discípulos:
«Se o teu irmão te ofender,
vai ter com ele e repreende-o a sós.
Se te escutar, terás ganho o teu irmão.
Se não te escutar, toma contigo mais uma ou duas pessoas,
para que toda a questão fique resolvida
pela palavra de duas ou três testemunhas.
Mas se ele não lhes der ouvidos, comunica o caso à Igreja;
e se também não der ouvidos à Igreja,
considera-o como um pagão ou um publicano.
Em verdade vos digo:
Tudo o que ligardes na terra será ligado no Céu;
e tudo o que desligardes na terra será desligado no Céu.
Digo-vos ainda:
Se dois de vós se unirem na terra para pedirem qualquer coisa,
ser-lhes-á concedida por meu Pai que está nos Céus.
Na verdade, onde estão dois ou três reunidos em meu nome,
Eu estou no meio deles».

Portal Dehonianos

Peregrinação Diocesana a Fátima - Hoje

"Chegada a Fátima pelas 10 horas e concentração frente ao altar do recinto pelas 10H30. A essa hora os Presbíteros e diáconos paramentam-se na sacristia habitual por trás da Capelinha das Aparições (o Santuário fornece os paramentos).
•Os acólitos devem levar túnica e preparar-se entre as 10H15 e 10H45 num espaço próprio e amplo na Casa da Nossa Senhora das Dores a que se acede por uma entrada ao fundo da colunata norte.
•Os estandartes das paróquias e outros símbolos das instituições diocesanas colocam-se às 10H30 em volta do monumento ao Sagrado Coração de Jesus.
•Terminada a eucaristia, haverá espaço para o almoço e algum tempo livre.
•Às 15H30 será a concentração junto da Capelinha para a oração do Terço."
Diocese Porto


Quem não pode deslocar-se a Fátima, pode participar através da televisão, Canal  TV Fátima transmissão em direto.
TODOS "COM MARIA"

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

"Temos Mãe" - e hoje celebra-se o seu nascimento!!!

Ant. 1 É hoje o nascimento da Virgem gloriosa,
descendente de Abraão e da tribo de Judá,
nobre Filha de Davi.

Hino
Dona e Senhora da terra,
do céu Rainha sem par,
Virgem Mãe que um Deus encerra,
suave Estrela do mar!

Tua beleza fulgura,
cingida embora de véus,
pois nos trouxeste, tão pura,
o próprio Filho de Deus.

Hoje é o teu dia:
nasceste;
vieste sem mancha à luz:
com teu natal tu nos deste
o do teu Filho Jesus.

Em ti celeste e terrena,
o nosso olhar se compraz,
Rainha santa e serena,
que a todos trazes a paz.

Louvado o Deus trino seja,
suba ao céu nosso louvor,
pois quis tornar Mãe da Igreja
a própria Mãe do Senhor.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Simples na partilha

Queridos catequistas muitos de vós já trabalham no planeamento do novo ano catequético

As Paróquias estão a anunciar os seus planos paroquiais 2017/2018
O Plano Diocesano diz:
"Ser iniciado à fé, através da catequese, implica necessariamente ser iniciado ao amor fraterno. “A evangelização, que comporta também o anúncio e a proposta moral, difunde toda a sua força interpeladora quando, juntamente com a palavra anunciada, sabe oferecer também a palavra vivida. Este testemunho moral, para o qual a catequese prepara, deve saber mostrar as consequências sociais das exigências evangélicas” (DGC, 85).
(...)
" encontro com Cristo tem especial expressão na celebração dos sacramentos, mas sobretudo no Sacramento da Eucaristia, justamente chamado Sacramento da Caridade"

Todos sabemos das dificuldades que o catequista sente em fazer a ligação entre o que pede o "guião do catecismo", as propostas da paroquia, e a liturgia dominical, por isso trago-vos uma proposta do Departamento da Catequese de Braga que oferece um instrumento (clica e vê) simples mas muito importante.
Sempre em missão!

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Traga-vos uma "Boa Noticia"


Numa pequena localidade deste nosso lindo Portugal onde a Igreja Paroquial (muito simples mas ampla...) está todo o dia de portas abertas, para acolher todos os que chegam!!!

Numa linda tarde de sol, lá estava a Igreja de portas abertas a convidar.... entrei, lá dentro várias pessoas em silencio diante do Santíssimo Sacramento...

Ouvi os passos leves de crianças...
Duas crianças de cerca de 4 e 6 anos na companhia do pai aproximaram-se de Altar e joelharam-se, olharam o pai e este iniciou o sinal da cruz e os meninos imitaram-no...

Durante alguns minutos ficaram em silencio olhando o Sacrário, depois o mais pequeno levantou-se, fez com a sua mãozita um sinal de adeus para o Sacrário, enquanto o pai e o irmão faziam uma genuflexão e saíram cheias de alegria!

Louvado seja o Senhor!